Você é o quadro que pendura na parede

Negociação
Larry Flint, por Jill Greenberg, é motivo de discórdia

Você não é o que come, nem o que veste, nem o que posta no Facebook, nem é a persona voluntariosa que vai trabalhar todos os dias exalando perfume, confiança e fair play. Se há algo que te define é o que você coloca nas paredes da sua casa.

No momento em que os telefones celulares começaram a tirar fotografia, passei a colecionar registros de quadros bisonhos nas paredes dos hotéis brasileiros por onde andei. Depois joguei tudo fora.

Um pena, hoje aquelas imagens renderiam um Tumblr. Um Tumblr chamado Nada me desestabiliza mais do que um quadro cafona.

Não há como precisar a data, mas a minha coleção surgiu no bojo da eclosão de um movimento artístico que legou ao mundo uma legião de produtores de “abstrações” que combinavam com os estofados das salas dos emergentes. Lembra de emergentes?

Até no interior de São Paulo os “artistas plásticos” ficaram sabendo que pintar era uma questão de: a) experimentar “texturas”, b) tons pastel e c) dípticos ou trípticos. 

O resultado de tudo isso você confere ali, meu caro, na estética de sala de espera que vem abalando a sua vida sempre, em qualquer circunstância.

Pendurar um quadro é um ato aparentemente singelo, mas complexo. Tenho um bloqueio em relação a isso desde quando ouvi que um banqueiro em Nova York importou um italiano para fazê-lo. É assim: se ele importou um italiano, significa que eu jamais conseguirei fazer decentemente.

Tudo isso para dizer que no domingo foi a maior pregação lá em casa e que os quadros dizem muito sobre nós. É uma alegria, as crianças ficam eufóricas. O Theodoro não entendeu muito bem o Saul Steinberg mascarado, que agora ganhou grande destaque. E a Cecília gongou peremptoriamente o retrato do Larry Flint, ela não deixou o pornógrafo ir para a parede.

Este, senhores, sou eu: um homem que se submete aos critérios estéticos de uma menina de 11 anos.

Saul
Saul Steinberg retratado por Irving Penn

———————

Leia mais

Epimenta no Facebook

Mais

Tumblr de Miss Crash

O tempo para quando Carla Körbes dança

A pornstar Bruna Ferraz malha aqui

Uma face para a vagina primal de Courbet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s