100% escrito numa Olivetti portátil

O autor manqué em questão publicou este livro em 1995; 1000 cópias desta pequena maravilha literária imperfeita (e irremediavelmente irrefletida) circulam por aí. Vi algumas sendo vendidas em sebos virtuais, com dedicatórias, mas eu mesmo não tenho mais nenhuma; se alguém vir por aí, estou arrematando. Foi  a melhor coisa que eu fiz.

Mano, faz o seguinte, o que você fazia em 1995?

——-

Leia também:

Frenemies

Monica Lewinsky, 40 anos: Clinton curte um ménage à trois

O vídeo da discórdia, The innocence of Muslims

TED is bullshit [fiction]

No banheiro com Henry Miller

Diferença entre atriz pornô e prostituta, por Stoya

Minha conversa com Talese, um mestre do jornalismo

Os incríveis fotógrafos do Krouchev Planet Photo

Mailer daria palmadas no bumbum das slutwalkers

Marcha das Vadias, bobagem de meninas classe média

Lili St. Cyr, a primeira bombshell

Monte sua biblioteca com o método prático Paulo Francis

O fantasma de Paulo Francis

Coração Liberal Capítulo 1

Coração Liberal Capítulo 2

Coração Liberal Capítulo 3

Coração Liberal Capitulo 4

Coração Liberal Capítulo 5

Coração Liberal Capítulo 6

A pupila e o mestre, por Ian McEwan

São Paulo, túmulo do rock e da literatura

O efeito “Quero Ser John Malkovich” dos blogs

Você é sanguíneo, fleumático, colérico ou melancólico?

Safran Foer, vegetarianismo e carne humana insepulta

3 comentários sobre “100% escrito numa Olivetti portátil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s