365 dias de literatura e erotismo com Janaina Rico

Janaina e a sensualidade autêntica, moleque, raiz, toco y me voy

Surge uma nova estrela no ciberespaço da literatura brasileira.

A imprensa anda dizendo que as mulheres são chegadas a uma literatura erótica. Então pode ser que a melíflua prosa da escritora brasiliense (produto 100% nacional) passe a receber o reconhecimento pelo qual a autora vem batalhando no site  www.janainarico.com.br

Batalhando é uma boa palavra.

(Pode não ser exatamente isso, não há como saber sem ter lido seus romances, sem ter lido os Cincoenta tons de cinza para comparar. Tudo neste mundo pode ser um jogo de luzes, uma ação de marketing, uma persona virtual criada por uma autora, ou um autor, who knows, que pode, neste momento, estar gargalhando com um copo de gim na mão, em algum lugar do planeta. Confesso que a última hipótese me diverte)

Experimenta

Voltemos à imagem criada no primeiro parágrafo. Janaina se apresenta no site, dimensão estelar:

“Nasci no dia 22 de maio de 1979. Regida pelo signo de gêmeos, carrego praticamente todas as características maluquinhas que o zodíaco me ofereceu. Formei em Direito e passei em concurso público, mas as letras falaram mais forte e troquei os códigos pelos romances. Hoje sou escritora em tempo integral.”

A autora começou em maio de 2012 um de seus “muitos projetos”, 100% digital, 365 dias de sensualidade, em que se propõe a publicar todos os dias, durante um ano, um artigo ilustrado por uma foto de seus ensaios sensuais. Um negócio, vamos dizer, de vanguarda.

Pedi à assessoria de imprensa para reproduzir as imagens do site. Os créditos são de Fátima Azevedo.

Janaina, simples assim

O texto da assessora:

“Com retorno das leitoras, a autora, que recebe diversos emails de incentivo por dia, conta que muitas mulheres escrevem dizendo que adoram os textos, que estão levando as ideias para os seus quartos e que se identificam muito: “Também recebo mensagens de homens me elogiando – os mais ousados me chamam de gostosa, não passa disso… O importante disso tudo é que estou cada dia mais orgulhosa de mim, por estar transmitindo às pessoas que mulher normal — gorda, magra, alta, baixa — não só pode como deve realizar seus desejos, sentir-se bonita e amada. O importante na vida é ser feliz. Ainda tenho mais 265 dias pela frente. Quer me acompanhar?”, finaliza a morena, convidando os leitores.”

Quer?

——-

Leia também:

Frenemies

Monica Lewinsky, 40 anos: Clinton curte um ménage à trois

O vídeo da discórdia, The innocence of Muslims

TED is bullshit [fiction]

No banheiro com Henry Miller

Diferença entre atriz pornô e prostituta, por Stoya

Minha conversa com Talese, um mestre do jornalismo

Os incríveis fotógrafos do Krouchev Planet Photo

Mailer daria palmadas no bumbum das slutwalkers

Marcha das Vadias, bobagem de meninas classe média

Lili St. Cyr, a primeira bombshell

Monte sua biblioteca com o método prático Paulo Francis

O fantasma de Paulo Francis

Coração Liberal Capítulo 1

Coração Liberal Capítulo 2

Coração Liberal Capítulo 3

Coração Liberal Capitulo 4

Coração Liberal Capítulo 5

Coração Liberal Capítulo 6

A pupila e o mestre, por Ian McEwan

São Paulo, túmulo do rock e da literatura

O efeito “Quero Ser John Malkovich” dos blogs

Você é sanguíneo, fleumático, colérico ou melancólico?

Safran Foer, vegetarianismo e carne humana insepulta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s